banner viagem dpedro

Diário da Viagem de d. Pedro II aos Estados Unidos

Em 15 de abril de 1876, d. Pedro II e sua comitiva desembarcaram em Nova Iorque e, a partir daí, o imperador seguiu rigorosamente o projeto elaborado para a viagem que durou quase três meses.

Leia mais...

11.07.1876

    Antes do almoço cortei o cabelo e fui ao Instituto dos cegos. Casa grande e onde estão 100 e tantos podendo admitir muito mais Todos se acham fora. Curso completo para os superiores. Parece pouco cuidarem de artes que exijam mais perícia manual que inteligência. 

Leia mais...

10.07.1876

    Antes do almoço Instituto dos Surdos-Mudos. Para o lado de Fort- Washington; à margem do Hudson River. Bela posição. Grandes edifícios tendo custado tudo 800.000 dol. Fundação particular. O Estado de N. York paga por cada surdo-mudo 300 dol. pelo ensino e 40 pelo vestuário. Há uma especial para as crianças, e outra para os atacados de moléstia contagiosa.

 

Leia mais...

09.07.1876

    Antes do almoço fui ver a ponte de Haarlen que gira na parte central sobre um peão para deixar passar os barcos. O serviço da passagem não está bem organizado; um barco por falta de espias ou reboque demorou mais de meia hora no princípio da ponte. 

 

Leia mais...

08.07.1876

    Antes do almoço vi a Young men’s Christian Association. Ocupa-se da instrução popular. A casa é grande e presta-se a lições e conferências. Com 5 dol. por mês podem-se seguir as classes. Também tem 24  quartos para studio de artistas que pagam 400 dol. por ano. Lá vi quadros de Hart e outro.

 

Leia mais...

07.07.1876

    Antes do almoço estive no magnífico edifício do Western Union Telegraph – Aí convergem 40 linhas. As proximidades parecem uma meada de fios que se cruzam no ar. Tem tubos pneumáticos para os telegramas do serviço das principais estações da cidade, e a 5 de agosto começa a trabalhar em grande parte da cidade o telégrafo por meio de fios dentro de tubos de ferro enterrados 3 pés. Mandei um telegrama para a minha filha. 

 

Leia mais...

06.07.1876

    Fui à battery pelo elevated-rail-road. Pareceu-me seguro. Há freqüência de trens. O lugar da battery é bonito com seus cais de pedra junto ao rio ou antes mar. Vi casas de banhos, mas não entrei.

Leia mais...