banner viagem dpedro

25.06.1876

Antes do almoço fui ver uma fábrica de forjas portáteis. Trouxe um folheto com os desenhos etc. delas. Das 10 às 2 vi o resto da exposição do governo e quase toda a americana do Mainbuilding.

Às 3 estava cá o filho do Rei da Suécia. Terá 16 anos. É guarda-marinha, e sua fragata chegou há poucos dias ao Delaware diretamente da Suécia. Apenas entende e troca palavras de francês. Não parece inteligente. Viaja como oficial.

Às 5 ½ fui ver um imenso bazar onde se faz e vende roupa. Uma sobrecasaca como a minha custa 16 dol. e faz-se num dia. Cortam e cosem por máquinas movidas por vapor. Tomei medida e encomendei calças; colete, e sobrecasaca. Trabalham no bazar 400 pessoas, as mulheres são que cosem. Também dão costuras a 1.200 pessoas de fora. Vi o edifício somente todo de cantaria — do templo maçônico. O interior é belo; mas não chega ao exterior. De noite assisti um

pouco ao benefício de Cervantes na Academia de Música onde a pianista tocou muito bem a pedido meu a 2ª rapsódia de Litz e depois tive palestra dos comissários da exposição.

Às 6 ½ parti para a exposição onde dei por terminada a visita à exposição americana no Main-Building.

Fui à missa em catedral católica, que é a mais bela igreja que tenho visto nos Estados Unidos – com colunas e bela arquitetura – todas de pedra – e depois de almoçar no Transcontinental fui a experiências dirigidas por Sir W. Tompson no main-building. O telefone de (     ) 014 não deu perfeito resultado, mas assim mesmo duas pessoas leram – uma quase nada – dois telegramas que mandei ao mesmo tempo – Verity one single. All the sciences conduct to varity – aplicando o ouvido a um dos tubos acústicos. Em todo o caso ficou demonstrado o belo princípio achado por Konig e que o professor Baker explicou assim como sua aplicação ao telefone, bem como sua praticabilidade. Depois

examinei com Sir W. Tompson o aparelho 015 elétrico automático e quadrupler, creio eu e finalmente a aplicação que Bell, o mesmo do Instituto dos Surdos-mudos de Boston, fez do princípio de Konig à transmissão dos sons pelo fio elétrico. Seu aparelho é mais simples que o outro porém não é como este aplicável à telegrafia. Não é parecer somente meu; mas que Sir W. Tompson achou exato.

Às 3 estive com o Dr. Mé Figueira que conheço de Lisboa e veio estudar o serviço sanitário aqui – é médico de minha sobrinha a rainha, e disse-me que já está quase acabando a farmacopéia portuguesa de que ele foi encarregado com outros. Depois estive com Draper pai, que já vira de manhã depois do almoço no Transcontinental. Conversamos sobre a sua obra Conflict between the Bible etc. e ele pareceu-me pensar como eu que o antagonismo entre a Bíblia e as ciências naturais só pode provir de má interpretação daquela. Disse-me que um dos filhos tinha o maior telescópio refrator dos Estados Unidos. Fiquei de ir onde Eles moram em Hastings a 40 m. por estrada de ferro de N. York. Depois de jantar dei um passeio de barquinho de vapor Skuykill acima partindo do açúde para as águas da cidade, em Fair-mount Park.

Percorreram-se somente 6 milhas até a confluência de Cate-fish creek. Depois há pedras e corredeiras. Sulcavam o rio outros barquinhos a vapor e escaleres remados até por mulheres. Perto do parque e da exposição à margem direita mostraram uma casa onde o poeta Morre passou 3 verões e dizem que compôs o poema Lalah-Rooke – hei de verificar. Do lado oposto do rio; porém mais para o lado do açude, há uma casa sobre uma colina onde morou Washington. Agora me lembro que esta manhã indo para a fábrica de forjas passei por uma casa com uma tabuleta dizendo que aí habitara Washington no período presidencial de 179 a 97 [sic]– a rua da fábrica é uma espécie de beco sujo e mal calçado – e mais para diante está o lugar de recreio habitado principalmente por alemães chamado Winnasikon e a alturas do cemitério onde estão enterrados o general Mead que tanto brilhou na batalha de Gettsburb e o Dr. Kane da viagem em busca de Sir J. Franklin.

De volta dei ainda um passeio de carro pela margem esquerda acima do açude do rio, e fui a um concerto perto do hotel Trans-Continental. A casa arranjada quase no mesmo gênero da do concerto Offenbach Regeu a orquestra Opperti que dirigia a orquestra do teatro Booth de N. York quando lá fui. Os músicos aqui nestes concertos traziam uniforme como se fossem de banda militar. Ainda esquecendo outro uso americano e curioso. Por causa do sol os cavalos trazem uma espécie de chapelinho [sic] entre as orelhas, e a um vi com esponja no mesmo lugar sobre a qual um homem botava água antes de arreia-lo.

 

25.06.1876 Página