• Palácio Imperial de Petrópolis, residência de verão do imperador d. Pedro II e sua família, construído entre 1845 e 1862. Abriga o Museu Imperial desde 1940.
  • François René Moreaux. Proclamação da Independência do Brasil. Óleo sobre tela, 1844.
  • D. Pedro II. Escultura oferecida pela municipalidade de Petrópolis ao Museu Imperial, em 1941. Jardins do Palácio Imperial de Petrópolis.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
 

Entre em contato com o Setor de Educação do Museu Imperial através do número (24) 2233-0345. De segunda a sexta-feira, das 8h30 às 18h. Não realizamos agendamento por e-mail.

  • É imprescindível que sua visita seja agendada com antecedência. É importante chegar na hora marcada e cumprir o compromisso assumido, sem prejudicar a próxima escola agendada. Atendemos anualmente em torno de 70 mil crianças, estudantes e professores. Por este motivo, o cumprimento do horário marcado é tão importante.

  • A agenda do primeiro semestre abre na segunda quinzena de dezembro, e a do segundo semestre, na segunda quinzena de junho. 

  • Em caso de desistência ou imprevisto, contate a equipe do Museu com antecedência de pelo menos 24 horas.

  • Excetuando-se o projeto "Um Sarau Imperial", é concedida gratuidade aos alunos de escolas públicas e privadas que estejam acompanhados de seus professores e que tenham feito o agendamento prévio.

  • É importante que os alunos sejam orientados quanto à localização dos banheiros (encontrados apenas em áreas externas do museu) e sobre as normas de visitação, como: não tocar nas peças expostas, não correr com as pantufas; não fotografar, filmar, comer ou mascar chiclete no interior do museu. As mochilas deverão permanecer nos ônibus. Este é um bom momento para relembrar aos alunos as condutas de comportamento e convivência social.

  • A preparação prévia dos alunos em sala de aula deverá despertar a sua curiosidade a respeito do que irão ver. A palavra memória pode ser um caminho para levá-los a refletir sobre a importância dos museus e a preservação do nosso patrimônio.

  • A visitação ao Museu Imperial é um processo de interação e aprendizagem que envolve a participação ativa de todos: professores e alunos. Procure instigar seus alunos a traçar comparações entre os contextos social, econômico e político do século XIX e os dias atuais.

  • Durante a visita ser-lhe-á entregue uma ficha de avaliação que servirá de subsídio para aprimorar o atendimento às escolas. Não deixe de contribuir com suas críticas e sugestões. Se possível, envie trabalhos realizados com seus alunos a partir desta experiência para o seguinte endereço: Setor de Educação do Museu Imperial – Rua da Imperatriz, 220 – Centro – Petrópolis – RJ CEP:25.610-320. Conheça os projetos educativos oferecidos por este Setor.

  • Voltando à escola é importante registrar e enriquecer a experiência vivida através de atividades, como: textos coletivos, debates, dramatizações, pesquisas, entre outras.

  • Através da Janela do Professor, disponível no quadro de “Serviços online” deste portal, os professores podem encontrar subsídios para auxiliar na compreensão do potencial educacional dos museus e na preparação e no aproveitamento pedagógico da visita.

  • Nos dias de domingo e feriados não oferecemos o serviço de monitoria a grupos escolares. No entanto, as escolas podem fazer seu agendamento para estes dias, garantindo, assim, a cortesia de entrada no Museu.

  • Quaisquer informações extraordinárias a respeito das opções de programação educativa aqui propostas podem ser obtidas, pessoalmente, com a equipe do Setor de Educação do Museu Imperial ou através de contato telefônico.

NO MUSEU IMPERIAL, A EDUCAÇÃO É PRIORIDADE!

 

Galeria de imagens