banner educacao

Contato:

Endereço: Praça da Liberdade, nº 247, Centro – Petrópolis – RJ
Telefone: (24) 2231-4722/2231-5156
E-mail: mimp.casaclaudiodesouza@museus.gov.br
Visitação: de terça a sexta-feira, das 11h às 18h
Atendimento da biblioteca: de terça a sexta-feira, das 13h30 às 17h30 e, na parte da manhã, mediante agendamento pelo e-mail mimp.biblioteca@museus.gov.br (aguardar confirmação) 

 

Programação Casa de Cláudio de Souza/Museu Imperial

Janeiro de 2018

7/2 (quarta-feira) – 15h

Encontro mensal de poetas

Coordenação: Doris Gelli e Carmem Bravo

Entrada franca

_______________________________________________

7/2 (quarta-feira) – 18h

Reunião do Conselho de Literatura (Conselho de Cultura de Petrópolis)

Exclusiva para integrantes do Conselho

_______________________________________________

7/2 (quarta-feira) - 19h

Encontro mensal do Projeto “Leia Mulheres”, leitura de obras produzidas por mulheres

Coordenação: Linda Feitoza (formada em filosofia), Rosane Marques

(professora e orientadora educacional) e Fernanda Joia (psicóloga e advogada)

Entrada franca

_______________________________________________

9 e 23/2 (sextas-feiras) – 10h

Oficina de Arte-Educação do Projeto Jornada Social – Transformando Vidas para pessoas com deficiência

Promoção: Projeto Jornada Social – Transformando Vidas. Profissionais

Coordenadoras: Gisele Furio Novaes (psicopedagoga) e Edilane Maria M. L. da Silva (pedagoga)

Entrada franca

_______________________________________________

19/2 (segunda-feira) - das 17h às 19h

Reunião de Assistentes sociais do CRESS/RJ (Conselho Regional de Serviço Social)

 Promoção: Conselho Regional de Assistência Social do Estado do Rio de Janeiro

Entrada franca

_______________________________________________

20/2 (terça-feira) – 19h

Grupo de estudos sobre Antroposofia

Promoção: GEPAK

Entrada franca

_______________________________________________

22/2 (quinta-feira) – 18h30

Encontro do Grupo Sociedade Desperta, para conversa, debate e vivências sobre o

momento desafiador que vivemos. Qual o futuro que vamos escolher: individual ou coletivo? 

Promoção: Grupo Sociedade Desperta. Integrantes: Marina Delgado Gimenez, Jorge Gonçalves Santos, Vania Mara Hellen,

Eliane Maciel e Ramon Bello

Entrada franca

 _______________________________________________

22/2 (quinta-feira) – 19h30

Encontro e palestra do NAAP – Núcleo de Astronomia Amadora Petropolitana, sob a coordenação do astrônomo Marcelo de Cicco

Entrada franca

_______________________________________________

 

Ciclo de palestras da Academia Brasileira Ambientalista de Letras

Entrada franca

 

Programação das instituições com sede na Casa de Cláudio de Souza

Instituto Histórico de Petrópolis

Sem programação

Academia Petropolitana de Letras

Sem programação

Academia Petropolitana de Educação

Sem programação

Academia Brasileira de Poesia -Casa de Raul de Leoni

Sem programação

 

 
Contato:

Endereço: Praça da Liberdade, nº 247, Centro – Petrópolis – RJ
Telefone: (24) 2231-4722/2231-5156
E-mail: mimp.casaclaudiodesouza@museus.gov.br
Visitação: de terça a sexta-feira, das 11h às 18h
Atendimento da biblioteca: de terça a sexta-feira, das 13h30 às 17h30 e, na parte da manhã, mediante agendamento pelo e-mail mimp.biblioteca@museus.gov.br (aguardar confirmação) 

Novembro de 2015

3/11 (terça-feira) – 15h

Encontro mensal de poetas

Coordenação: Doris Gelli e Carmem Bravo

Entrada franca

_____________________________________________________

3, 10, 17 e 24/11 (terças-feiras) – 19h

Grupo de estudos sobre Antroposofia

Promoção: GEPAK-Petrópolis

Entrada franca

_____________________________________________________

4/11 (quarta-feira) – 9h

Reunião da Associação dos Artistas Plásticos de Petrópolis

Exclusiva para associados e convidados

_____________________________________________________

4 e 18/11 (quartas-feiras) – 14h às 17h

Curso “A Poesia e o prazer de ler, ouvir, brincar, cantar, imaginar...”

Coordenação: Francisca Valle

Promoção: Fundação Cultural Casa Lygia Bojunga

Entrada franca

_____________________________________________________

4 e 18/11 (quartas-feiras) – 18h às 20h

Roda de Leitura promovida pela Fundação Cultural Casa Lygia Bojunga/Projeto Paiol

Coordenação: Francisca Valle

Tema: “Contos que encantam” – contos consagrados da nossa Literatura

Entrada franca

_____________________________________________________

5/11 (quinta-feira) - 19h30

Apresentação do documentário “Mar Mangal Marajó”, de Ricardo Braum

Entrada franca

_____________________________________________________

6, 13, 20 e 27/11 (sextas-feiras) – 10h às 12h

Oficina de Arte-Educação do Projeto Jornada Social – Transformando Vidas, para pessoas com deficiência

Promoção: Projeto Jornada Social – Transformando Vidas. Profissionais responsáveis: Gisele Furio Novaes (psicopedagoga) e Edilane Maria M. L. da Silva (pedagoga)

Entrada franca

_____________________________________________________

6/11 (sexta-feira) – 18h

Lançamento do livro “As Musas”, do jornalista Eduardo Lacombe. Editora Mourthé

Entrada franca

_____________________________________________________

9/11 (segunda-feira) – 18h

Ensaio de teatro dos participantes da Oficina de Contação de Histórias/2014

Laell Rocha e Ariel Barbosa

Exclusivo para os participantes da Oficina

_____________________________________________________

10/11 (terça-feira) – 19h

Palestra com o tema “Redes Sociais, Marketing Digital e Modernidade Líquida”, com Sérgio Taldo

Entrada franca

_____________________________________________________

11/11 (quarta-feira) – 18h

Recital dos integrantes da Orquestra Suzuki – Regentes: Fátima Brasil e Celina Maydana

Promoção: Centro de Artes Suzuki

Entrada franca

_____________________________________________________

12/11 (quinta-feira) – 19h

Palestra “Liberdade Emocional”, com Fernando Santi

Entrada franca

_____________________________________________________

16/11 (segunda-feira) – 17h30

Evento em homenagem ao Dia da Consciência Negra

Promoção: UNEB e MOBENE

Entrada franca

_____________________________________________________

17/11 (terça-feira) – 19h30

Palestra/Vivência “Um retorno ao amor – 2 horas para encontrar seu propósito de vida”, com Vagner Souza. Encontro inspirado no Método Louise Hay

Entrada franca

_____________________________________________________

19/11 (toda 3ª quinta-feira do mês) – 15h

Ciclo de Vivências – “A arte de viver saudável”

Marina Gimenez – educadora e professora de Yôga

Conversas sobre como viver melhor e com mais qualidade

Entrada franca

 

Cultura afro-brasileira: Valores e Fortalecimento

Seminário, Fórum, Oficina, Performance e Mesa Redonda

24 a 27 de novembro

Entrada franca

24/11 (terça-feira)

 

9h30 – Abertura

10h às 12h – Mesa Redonda: Cultura afro-brasileira e a Bioarquitetura

                      Convidado: Fabrício Fontenelle (Professor da UFJF)

14h às 16h30 – Palestra e Oficina: Danças populares Brasileiras da Matriz

                          Africana

                          Convidado: Lucio Sanfilippo, mestrando em Educação da

                           UERJ

_____________________________________________________

25/11 (quarta-feira)

10h às 12h30 – Oficina: Capoeira: aspectos sociais e simbólicos em sala de aula

                       Equipe: Gisele Xavier, mestre em capoeira

14h às 17h – Fórum Saúde da Mulher

                   Empoderando a paciente de etnia negra no SUS

                   Convidada: Dra. Isabel Cristina F. da Cruz (UFF)

18h às 20h – Oficina: Literatura Afro-brasileira

                   Equipe: Alaíde Guedes (arte educadora)

_____________________________________________________

26/11 (quinta-feira)

10h às 12h – Oficina: Nutrição Culinária Afro-brasileira

                       Equipe: Milene Vargas (nutricionista Supervisora de

                        Alimentos e Bebidas do Senai

13h às 15h – Performance: Oro Famora

                      Equipe: Adriana Souza e Cintia Machado

15h30- Palestra: Religião e educação: caminhos para emancipação

             Grupo Interreligioso

_____________________________________________________

27/11 (sexta-feira)

Seminário

Lei 10.639: O educando, o educador e os valores

14h às 15h30 – Palestra: A implementação da Lei no. 10639 no espaço

                          Escolar: entraves e enfrentamentos

                          Convidados: Prof. Carlos Henrique Martins e Profa.

                          Rosilene da Conceição (CEFET-RJ)

18h30 às 19h30 – Mesa redonda: Persistir para resistir – A Educação e a

                               Poesia para além das adversidades

                               Mediadora: Adriana Holanda

                               Integrantes: Dayana Leopoldo (mestranda em

                               Educação/UERJ) e Cintia Machado (doutora em

                              Letras Vernáculas/ UFRJ)

                               Assuntos: Educação quilombola: Currículo e Questões

                                                 Raciais e Literatura Africana                

_____________________________________________________          

27/11 (sexta-feira) – 20h

Encontro e palestra do NAAP – Núcleo de Astronomia Amadora Petropolitana. O astrônomo Marcelo de Cicco vai falar sobre: “A nova realidade dos cometas – As últimas descobertas sobre esses exóticos viajantes”

Entrada franca

 

Programação das instituições com sede na Casa de Cláudio de Souza

INSTITUTO HISTÓRICO DE PETRÓPOLIS <http://www.ihp.org.br/>

30/11 (segunda)

Palestra

Entrada franca


Academia Petropolitana de Letras <http://www.apcl.com.br/>

28/11 (sábado)

Evento da Academia

Entrada franca

Academia Petropolitana de Educação <http://www.acad-petro-educacao.org.br/>

14/11 (sábado) – 10h

Assembleia

Exclusiva para acadêmicos e convidados


Academia Brasileira de Poesia - Casa de Raul de Leoni <http://www.rauldeleoni.org/>

Sem programação

 

O Museu Imperial realizou, entre novembro de 2010 e junho de 2011, a reforma da Casa de Cláudio de Souza, com o objetivo de restaurar e preservar esse patrimônio histórico e cultural não só do Museu, mas também da cidade e do país.

A casa foi tombada em 1964 pelo do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Por isso, a obra tem aprovação do órgão, que reconheceu a importância do restauro. “A Casa Claudio de Souza localiza-se numa área privilegiada do Centro Histórico da cidade de Petrópolis. O imóvel é um dos belos exemplares que compõem o Conjunto Urbano-Paisagístico da Av. Koeler, tombado pelo IPHAN, em 1964. As obras de conservação e restauração são de suma importância para sua preservação e também da ambiência do Conjunto da Av. Koeler”, destacou a diretora do Escritório Técnico do Iphan - Região Serrana, Erika Machado.

Erika ressaltou ainda a importância histórica da edificação. “Construção de relevante interesse arquitetônico do início do século XX, tem estilo eclético com influências art-deco. Suas fachadas possuem ornamentação variada, predominando o neoclássico francês. Destacam-se, no jardim lateral, bancos em azulejaria do século XIX, com bica e carranca. Em seu interior, podemos apreciar tetos decorados com pinturas artísticas em duas salas do pavimento térreo”, descreveu.

Um dos focos do restauro foi a cobertura, pois parte da estrutura do telhado estava comprometida, tendo ainda calhas e condutores de águas deteriorados, o que acarretou infiltrações em paredes e tetos. A intervenção contemplou a troca de calhas e condutores visando a solucionar tais problemas.

As janelas e esquadrias também apresentavam diversos problemas, principalmente no andar térreo, onde parte delas foi substituída por novas, conforme os padrões originais. A serralheria de janelas e portas foi recuperada ou trocada para garantir a segurança.

Em toda a casa, foi realizada a pintura de paredes internas e externas, muitas das quais apresentavam desprendimento. Após algumas prospecções, foi identificada a pigmentação original nos salões do primeiro pavimento e a coloração predominante foi sendo utilizada na repintura dessas áreas.

O banheiro do andar térreo foi outro ponto que sofreu reforma. Uma grande demanda dos frequentadores da casa (que abriga as sedes do Instituto Histórico de Petrópolis e das Academias Brasileira de Poesia, Petropolitana de Letras e Petropolitana de Educação) era que houvesse um banheiro feminino e um masculino separados. Assim, mantendo o espaço e as características do cômodo original, foi realizada uma adaptação para que houvesse essa separação.

Outras intervenções também foram feitas, como a recuperação de pisos e tetos, a revisão de toda a parte elétrica e a limpeza e consolidação dos azulejos decorativos externos. Também foi revista a iluminação, através da qual foi feita a valorização dos tetos com pinturas decorativas - a chamada marouflage, uma técnica francesa na qual uma pintura sobre tela é inserida no teto, passando a fazer parte da estrutura. Ao final, ainda foi dada especial atenção à parte paisagística. 

Além das reformas, o Museu Imperial aproveitou a oportunidade para reforçar a segurança da casa. Desse modo, foi instalado um sistema de monitoramento por câmeras.
A empresa responsável pelo restauro foi a Cândido Campos Arquitetura e Construções, vencedora da licitação realizada pelo Museu.

Clique nas miniaturas abaixo para ampliá-las:

(Crédito da foto de Cláudio de Souza, no topo: Arquivo ABL) 

 
Contato:

Telefone: (24) 2231-4722/2231-5156
E-mail:mimp.casaclaudiodesouza@museus.gov.br
Falar com: Rosane Maria Lopes de Freitas

Veja a programação da Casa

Visitação: de terça a sexta-feira, das 11h às 18h
Atendimento da biblioteca: de terça a sexta-feira, das 13h30 às 17h30 e, na parte da manhã, mediante agendamento pelo e-mail mimp.biblioteca@museus.gov.br (aguardar confirmação) 

obras raras da coleo cludio de souzared

A Casa de Cláudio de Souza, localizada na Praça da Liberdade, em Petrópolis, foi construída no final do século XIX. Em 1956, foi doada à União por dona Luísa Leite de Souza, viúva do acadêmico Cláudio de Souza, para ser anexada ao Museu Imperial e receber atividades culturais.

A doação foi aceita pelo Decreto nº 39.446/1956, assinado pelo presidente Juscelino Kubitschek. Além da edificação, foram doados livros, fotografias e demais objetos do escritor.

Em 1964, a casa foi tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). A edificação abriga as sedes do Instituto Histórico de Petrópolis, da Academia Brasileira de Poesia - Casa de Raul de Leoni, da Academia Petropolitana de Letras e da Academia Petropolitana de Educação.

 Cláudio de Souza (1876-1954)

Natural de São Roque (SP), Cláudio Justiniano de Souza era filho de Cláudio Justiniano de Souza e Antônia Barbosa de Souza. A inclinação para a escrita começou bem cedo em sua vida, colaborando para os jornais cariocas O Correio da Tarde e A Cidade do Rio.

Em 1897, formou-se em medicina no Rio de Janeiro e retornou para São Paulo, clinicando na capital e lecionando na Faculdade de Farmácia, hoje pertencente à Universidade de São Paulo.

Em 1898, publicou seu primeiro trabalho, Os nevropatas e os degenerados, ao mesmo tempo em que continuou contribuindo para jornais por meio de pseudônimos. Sua estreia no teatro ocorreu em 1915, com a comédia Eu arranjo tudo. Pouco depois, apresentou Flores de sombra, que se tornou uma obra de grande influência no teatro brasileiro.

Membro-fundador da Academia Paulista de Letras em 1909, abandonou definitivamente a medicina em 1913, passando a dedicar-se às viagens pelo mundo e à literatura. Casado com a Sra. Luísa Leite de Souza, filha do barão do Socorro, fixou residência no Rio de Janeiro.

Escreveu inúmeras peças teatrais, artigos e textos científicos. Eleito para a Academia Brasileira de Letras, em 1924, ocupou a cadeira de número 29 (cujo patrono é Martins Pena). Presidiu a ABL por duas vezes, em 1938 e 1946, tendo dirigido as comemorações do cinquentenário daquela instituição. 

A coleção

Quando dona Luísa Leite de Souza, viúva de Cláudio de Souza, doou a casa do acadêmico ao Museu Imperial, em 1956, a doação incluiu o vasto acervo presente na edificação que conta com livros, fotografias, móveis e outros. Essas peças encontram-se preservadas nos setores técnicos do Museu, abertas à consulta do público.

A biblioteca particular de Cláudio de Souza doada ao Museu possui um total de 660 obras, incluindo livros de sua autoria e de outros autores consagrados. A maioria é constituída por peças de teatro brasileiro com dedicatória dos autores.

A coleção, preservada na Biblioteca do Museu Imperial, engloba ainda algumas obras raras, tais como: Cântico da paschoa (Aloysio de Castro, 1930); Madame de Sablé: nouvelles études sur la societé et les femmes illustres du XVIIe. siécle (Victor M. Cousin, 1859); Le more de Venise: journal d’un poète (Alfred de Vigny, 1863); O romance de um homem rico (Camilo Castelo Branco, 1889); Sentenças de d. Francisco de Portugal, 1º Conde do Vimioso: seguidas das suas poesias publicadas no Cancioneiro de Garcia de Resende (1905); L’oeuvre du divin Arétin (1909).

O restante da doação encontra-se na reserva técnica do Museu, sob responsabilidade do setor de Museologia. Ao todo, são 158 peças, entre as quais móveis, objetos de uso pessoal e pinturas modernistas.

 

(Crédito da foto de Cláudio de Souza, no topo: Arquivo ABL)

Clique nas miniaturas para ampliá-las:

           

 

       

 

Obras raras: